segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Seis zero

Um golo de Gaitán numa magnífica exibição repleta de lances de grande classe e técnica apurada, alegria e empenho contagiantes, aliando a fantasia e a eficácia, atributos raramente conciliados num jogador de futebol, só ao alcance dos melhores a nível mundial.

Dois golos de Mitroglou a recordarem Cardozo e a justificarem o azedume de quem tentou mas não o conseguiu contratar.

Três atletas formados no Benfica contribuíram para uma brilhante goleada. Nelsinho, Guedes e Nuno Santos em nada ficam a dever a muitos outros jogadores que já representaram as nossas cores.

Quatro são os pontos a que poderemos ficar da liderança na próxima jornada. Não será uma desgraça. Assim como, no caso da desejada vitória, não validará a euforia.

Cinco golos apontados por Jonas em quatro jornadas demonstram que o bom desempenho da temporada passada, em que, apesar de ter sido o que marcou mais golos, não foi considerado o melhor marcador, está para durar.

Seis tentos apontados ao Belenenses, o último por Talisca, o mesmo que, na época anterior, disfarçou, com excelentes golos, o mau primeiro terço de campeonato no plano exibicional.


Zero é a quantidade de votos contra e abstenções, na AG a realizar esta noite, que o RC do SLB, referente à época 2014/15, merece. 6,25M€ de lucro (4,13M€ se retirarmos o impacto dos resultados das empresas participadas, nomeadamente a SAD do futebol), incremento das receitas de quotização, redução de 7,2% do passivo e desempenho desportivo extraordinário (pleno nacional no atletismo, basket e vólei, dobradinhas no futsal e hóquei), mais que sustentam uma aprovação por unanimidade e aclamação.

Jornal O Benfica - 18/9/2015

Fim de quarentena

Todos estamos agradecidos aos benfiquistas que há uns poucos meses dedicaram parte do seu tempo, dinheiro e esforço para homenagearem vint...