segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Dragartos

A Federação Portuguesa de Futebol, mais rápida que a sua própria sombra a abrir processos e a castigar dirigentes benfiquistas, o que contrasta despudoradamente com a hesitação e complacência vergonhosas quando se trata de dirigentes de outros clubes, foi protagonista de mais um episódio lamentável.

A denominada “claque Portugal”, composta essencialmente por elementos das claques portista e sportinguista, marcou presença no estádio da Luz e incluiu, no seu reportório de apoio à equipa da FPF, cânticos insultuosos ao Benfica e aos benfiquistas. Tudo normal, portanto, no contexto do complexo de inferioridade sentido por esses imbecis dragartos relativamente ao Benfica.

No entanto, acontece que dragartos juntos no apoio à equipa da FPF se trata de uma artificialidade promovida pela própria FPF para dar a ideia de que os adeptos de futebol portugueses são fervorosos no apoio à sua equipa. Faltava-lhes um mecanismo que legitimasse o seu dragartismo, ora aí está ele. Tenham bom proveito e façam lá as vossas macacadas.

Entretanto, os pequeninos de Lisboa esperam ansiosamente por um desfecho negativo para os benfiquistas frente ao Porto. Lá nas profundezas do lodaçal em que estão há várias décadas, resta-lhes, como é hábito, a possibilidade de festejarem o nosso desaire. Triste sina a deles, o que me deixa bastante divertido.


P.S.: Termino com o mais importante: O excelente fim-de-semana da nossa equipa de basquetebol que culminou com a conquista da 22ª Taça de Portugal do nosso palmarés e a quarta consecutiva. Se o nível apresentado pela nossa equipa obtiver equivalência no que resta da temporada, estou certo que voltaremos a ser campeões nacionais.

Jornal O Benfica - 31/3/2017

Fim de quarentena

Todos estamos agradecidos aos benfiquistas que há uns poucos meses dedicaram parte do seu tempo, dinheiro e esforço para homenagearem vint...