terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Números da semana (54)

2

Votos favoráveis à retroatividade da aplicação da nova regra que define que um jogo só pode ser iniciado se houver um mínimo de 13 jogadores. Do proponente, B Sad, e do Sporting, sempre na vanguarda da defesa da ética e da legalidade, se lhes interessar, claro…;

4

Assistências para golo de Rafa na goleada ao Marítimo. Desde Pizzi, no 10-0 ao Nacional em 2018/19, que nenhum jogador do Benfica fazia 4 passes para golo num só jogo. E já vão 13 nesta época, o máximo de carreira de Rafa por temporada, passando a ser o 6º futebolista do Benfica com mais assistências nos últimos 10 anos (também é o 6º neste estádio da Luz, a par de Nuno Gomes). E soma 11 golos, igualando o seu 2º melhor desempenho, por época, no Benfica;

6

Foram 6 os marcadores dos golos benfiquistas ante o Marítimo. Não havia tantos jogadores a marcar num jogo desde os 10-0 ao Nacional, no qual foram 8 os goleadores de serviço;

7

Embalado pelo hat-trick em Famalicão, Darwin bisou frente ao Covilhã e ao Marítimo, somando 18 golos pelo Benfica em 2021/22, mais 4 que no ano de estreia. Está a 7 de integrar o top 60 dos goleadores benfiquistas em “jogos oficiais”;

23

André Almeida passou a ser, ex aequo com Maxi Pereira, o 3º com mais jogos pelo Benfica na Taça da Liga;

30

Com a estreia de Tomás Araújo, passam a 30 os utilizados por Jorge Jesus em competições oficiais nesta época;

46

Desde 1972/73 que o Benfica não marcava tantos golos nas primeiras 15 jornadas do Campeonato. De 1951/52 em diante, o registo da presente época só foi superado três vezes (52 em 1964/65; 50 em 1963/64; 49 em 1972/73);

1003

O Benfica ultrapassou a barreira dos 1000 golos marcados sob a orientação de Jorge Jesus (incluindo jogos particulares).

Jornal O Benfica - 24/12/2021

Sem comentários:

Enviar um comentário

"Veia" exportadora

Crónica publicada no  Dinheiro Vivo . Também publicada, em papel, no suplemento que acompanha as edições do Diário de Notícias e Jornal de N...