terça-feira, 31 de agosto de 2021

Spartak

Não gostei do sorteio que coloca o Spartak Moscovo no nosso caminho para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Desde logo por se tratar de um bom adversário, segundo classificado no seu país na época transacta e agora liderado por Rui Vitória, bicampeão pelo Benfica em anos recentes, logo profundamente conhecedor do clube. Acresce o conjunto de bons resultados conseguido ao longo da presente pré-temporada, incluindo goleadas ao Khimki e Rubin Kazan.

Também por ser um clube de um país distante, a mais longínqua das possibilidades no sorteio, obrigando a viagens longas, seguidas da deslocação ao Moreirense na jornada inaugural do Campeonato, e à adaptação a um fuso horário diferente (duas horas). Em escassos 7 dias jogaremos em Moscovo, em Moreira de Cónegos e na Luz, novamente com os russos.

E, sobretudo, porque o adversário que se oporá à nossa equipa terá já dois jogos “oficiais” nas pernas, o que poderá dificultar a nossa tarefa, sendo que não seria esse o caso com os restantes potenciais adversários.

Dito isto, e até por uma questão do etos benfiquista, em que a nós, benfiquistas, só o Benfica nos interessa e o resto é penumbra ou paisagem, creio termos todas as condições para superarmos os obstáculos que esta eliminatória nos coloca.

É certo e sabido que não será fácil, o que não surpreende por aí além, afinal é o acesso à Liga dos Campeões que estará em jogo, mas acredito que estaremos preparados. A estrutura focar-se-á em minimizar as dificuldades inerentes ao confronto com este adversário nesta fase da época e fá-lo-á bem, enquanto a equipa técnica e os jogadores são detentores da competência e da experiência necessárias e suficientes para lograrmos o sucesso ante este opositor. Venham eles!

Jornal O Benfica - 23/7/2021

Sem comentários:

Enviar um comentário

Números da semana (179)

1 Nas estafetas mistas de triatlo, o Benfica sagrou-se campeão nacional; 2 No futebol de formação, o Benfica é bicampeão nacional de j...