terça-feira, 14 de dezembro de 2021

As derrotas são todas iguais

Para um benfiquista, perder é horrível, contranatura, os vocábulos atropelam-se na conjugação deste verbo, idilicamente interdito, se o sujeito gramatical for o Benfica. Chega a ser doentio. As circunstâncias podem agravar ou mitigar a maleita, mas ela existe.

E empatar é quase sempre mau, a sensação de impotência e incredulidade assemelha-se à da derrota, exigindo ginástica mental para, se aplicável, optar-se pelo pragmatismo em função da utilidade de um resultado.

Logo, ganhar é a única via, apesar de nem sempre plenamente satisfatória. Há ainda que ganhar à Benfica, um conceito vago sujeito às mais diversas interpretações, aludido por todos, raramente reconhecido por muitos.

A circunstância da derrota agrava-se, por razões diferentes, se o adversário for o Sporting ou o Porto. Se ao primeiro confere a rivalidade histórica, a implantação social em grande parte do país e os evidentes sentimentos de inferioridade, ressentimento e inveja, ao segundo constata-se o ímpeto desportivo nas últimas décadas e subsiste inevitavelmente, justa ou injustamente, a sensação de se defrontar quem, amarrado à sua pequenez a vários níveis, não olha a meios para atingir os fins. Não é chamada para o caso a maior probabilidade de insucesso face a estes opositores, pela melhor ou pior qualidade em cada momento, quase sempre superior à dos restantes adversários nacionais.

O Benfica é o maior clube português, logo tem de ser sempre o melhor. Em todas as competições e em todos os jogos! Dê por onde der, venha quem vier, mesmo não havendo, nesta asserção, adesão à realidade ou à história, sobejando exemplos de grandes equipas do Benfica derrotadas aqui e ali.

O que não é mau, diga-se de passagem. Lutar permanentemente com as vicissitudes inerentes à competição desportiva, entre as quais a inevitabilidade de resultados adversos, obriga à busca da superação constante, aproximando-nos de mais vitórias. Verificada a derrota (ou empate), só há uma coisa a fazer: perceber as razões do desaire e corrigi-las. Há muito por disputar nesta temporada, é aos títulos que nos continuamos a propor.

Jornal O Benfica - 10/12/2021

Sem comentários:

Enviar um comentário

Números da semana (180)

1 A equipa feminina do Benfica de minitrampolim sagrou-se campeã nacional; 3 O canoísta Fernando Medalha conseguiu 3 medalhas no Campe...