quinta-feira, 4 de março de 2021

Vamos melhorar!

Começo como terminei na semana passada: melhores tempos virão. Não se trata de profissão de fé ou lapalissada, mas antes da constatação, que me parece evidente, da competência da equipa técnica e do plantel, além do reconhecimento das várias condicionantes prejudiciais à evolução da equipa, com enfâse no surto de Covid-19.

Esse reconhecimento, apesar de justo, não configura, no entanto e do meu ponto de vista, razão suficiente para justificar integralmente a época bastante aquém das expectativas até ao momento. Melhor poderia e deveria ter sido alcançado, restando-me agora confiar em quem já demonstrou bastas vezes saber lidar com situações adversas, redefinindo, nessas ocasiões, pelo acerto das decisões tomadas, os horizontes avistados.

O tempo jogará a nosso favor. A progressiva reintegração de atletas significará, necessariamente, uma subida qualitativa do ponto de vista colectivo. Haverá melhores contributos individuais, mais entrosamento e espera-se, verificando-se o regresso a um ciclo positivo, o incremento gradual dos níveis de confiança.

Poderá é já não haver tempo suficiente, mas tratemos do que podemos controlar. Façamos o nosso papel, que é o de encarar cada jogo como uma final e ganhar cada uma delas. Estou convicto de que, nesse caso, reentraremos seriamente na discussão do título.

Julgo não me estar a ludibriar ao pensá-lo, pois creio sinceramente nessa possibilidade. E creio-o por não aceitar a ideia absurda de que Jorge Jesus tenha desaprendido o que é preciso para ser campeão no Benfica e por acreditar sem reservas na qualidade do nosso plantel, imperfeito, porventura, mas suficiente para superiorizar-se a todo e qualquer adversário nas competições nacionais.

Jornal O Benfica - 5/2/2021

Sem comentários:

Publicar um comentário

E que tal rever o fairplay financeiro?

Crónica publicada no Dinheiro Vivo . Também publicada em papel, no suplemento que acompanha as edições do Diário de Notícias e Jornal de Not...