sábado, 26 de maio de 2018

De cadeirinha...


O Sporting é um projecto falhado, sabotado inadvertidamente pelos próprios sportinguistas. Não me interpretem mal, este texto não é um exercício de comiseração, antes pelo contrário. É com incontida satisfação que chego a esta conclusão.

É preciso recuar aos primórdios do Sporting para se entender a falência do ideal leonino. Produto de uma iniciativa individual, motivada por uma birra, o Sporting foi fundado com o propósito do seu fundador jogar à bola com os amigos, razão primordial, também, do vincado elitismo característico no etos sportinguista. Mas jogar não era suficiente, ganhar fazia igualmente parte da equação e cedo os amigos foram substituídos por entusiastas mais aptos, a grande maioria do Sport Lisboa. Por, à época, não se tratar de uma questão técnico-táctica, mas de paixão pelo jogo, rapidamente o Sport Lisboa se reergueu e até acrescentou Benfica ao nome. Os anos passaram, a cobiça leonina aos melhores praticantes do Benfica tornou-se recorrente e o resto é história. Nem mesmo no seu período de maior fulgor desportivo, o Sporting conseguiu ser mais popular que o Benfica. A sua grandeza, indiscutivelmente assinalável, viu-se sempre aquém da ambicionada. O Sporting tornou-se popular, mas nunca o Benfica.

Não haverá um único sportinguista que coloque a questão nestes termos, mas o poder do subconsciente é inegável e é por isso que qualquer sportinguista populista de meia tigela sabe que, para arregimentar os seus correligionários, bastará a ilusão de conquistas e a diabolização do Benfica. Benfiquista, quer confundir o seu amigo sportinguista? Critique Bruno de Carvalho!

P.S. Bruno de Carvalho e o brunismo são prejudiciais ao futebol português.

Jornal O Benfica - 25/5/2018

Fim de quarentena

Todos estamos agradecidos aos benfiquistas que há uns poucos meses dedicaram parte do seu tempo, dinheiro e esforço para homenagearem vint...