terça-feira, 22 de novembro de 2022

Fábrica de sonhos: Benfica

Não perca tempo a ler esta crónica. Comece já a ver o fantástico documentário “Fábrica de sonhos: Benfica” na PrimeVideo da Amazon. Creia no que lhe digo, é extraordinário, é imperdível, é Benfica!

Considero-me, porque já vi muitos, um consumidor exigente de documentários sobre futebol e basquetebol. Sei o que afirmo: o “Fábrica de sonhos: Benfica” não deve rigorosamente nada aos melhores, aliás, está claramente entre aqueles que mais prazer me deu assistir. Claro que o facto de estar relacionado com o Benfica ajuda e muito nesta percepção, mas é para benfiquistas que escrevo, confiem em mim.

Penso que todos temos noção de que o Benfica trabalha muito bem na formação de futebolistas, mas com este documentário percebemos melhor como o faz. Do scouting em tenríssima idade ao acompanhamento psicológico em fases tardias do processo formativo, está lá tudo, não só através dos testemunhos, mas também pela realidade como ela é, revelada em imagens nunca antes vistas. Acresce a excelência ao nível da realização, das filmagens e da narrativa, é realmente soberbo. E os muitos testemunhos acrescentam imenso valor, em nada prejudicados, porque a rejeita, pela costumeira salada de lugares-comuns que habitualmente ouvimos no mundo do desporto.

Agora pensa o leitor: com as expectativas tão altas, por certo desiludir-me-ei. Desengane-se! Eu próprio fui uma potencial vítima de excesso de expectativas criado por outrem e não me senti defraudado minimamente. Pelo contrário, gostei mais do que esperava. O primeiro episódio é bom, os três seguintes são fabulosos.

O “Fábrica de sonhos: Benfica” deve ser celebrado. Não só por ser muitíssimo interessante, revelador e muito bem feito, mas sobretudo por colocar o Benfica na linha da frente, também, no domínio da comunicação.

Há décadas que o futebol português é tratado, neste âmbito, como se fosse um saco de pancada; este documentário é a antítese desse lodaçal, surgindo na sequência de variadíssimos conteúdos disponibilizados na BTV e BPlay (e restantes meios) em tempos recentes e só possíveis por uma abertura de espírito até há poucos anos inimaginável. E com isso ganhamos nós, os adeptos, que somos apaixonados pelo Benfica e por desporto.

Entender a comunicação como uma ferramenta para estimular o gosto pelo clube e pelo desporto é, em Portugal, uma vitória. Ser capaz de implementá-la subordinada a essa ideia, um título. Quero mais, este é o caminho!

Jornal O Benfica - 18/11/2022

Sem comentários:

Enviar um comentário

Números da semana (180)

1 A equipa feminina do Benfica de minitrampolim sagrou-se campeã nacional; 3 O canoísta Fernando Medalha conseguiu 3 medalhas no Campe...