terça-feira, 25 de outubro de 2022

Caldas

O mundo benfiquista ia desabando (momentaneamente) com o que seria uma inaceitável eliminação prematura da Taça de Portugal frente a um clube do terceiro escalão nacional. Seja em que circunstâncias for, tal nunca poderá voltar a acontecer. Já chegou o Gondomar em tempos péssimos para o nosso Benfica, nem sequer comparáveis, para muito pior, aos que vivemos.

Entendo e aceito os elogios à equipa do Caldas, embora sejam repletos de indisfarçável paternalismo. Não há milagres: aquele jogo só foi possível porque, na cabeça de todos, excepto entre o nosso adversário, estava ganho de goleada pelo Benfica antes mesmo de ter começado, não obstante ser sobejamente conhecido que várias das vitórias benfiquistas frente a clubes do terceiro escalão nesta eliminatória em muitas das últimas 10/15 temporadas foram surpreendentemente apertadas.

Não embarco, no entanto, em se apontar o dedo à nossa equipa nem retiro da exibição qualquer ilação sobre o remanescente da temporada. Quem quer que acompanhe o desporto sabe quão comuns são desempenhos destes em jogos com estas características. E nem sequer é preciso estar muito atento, bastando constatar o desfecho desta eliminatória: oito clubes da primeira divisão, incluindo o Sporting, já estão fora da Taça, todos derrotados por clubes bem menores no presente, futebolisticamente falando.

Ainda sobre este jogo e no que respeita ao Benfica, além da passagem difícil e do excelente golo de Musa e do acerto nas grandes penalidades, de nada mais se falou além do lance infeliz de António Silva. A este propósito, há que protestar veementemente em relação à forma indigna como alguns meios de comunicação social trataram o episódio, quase rejubilando com o desacerto ocasional da mais recente extraordinária pérola do Seixal.

Na língua portuguesa há muito que foi cunhada uma expressão que caracteriza na perfeição o que motiva tais atitudes, é a “dor de cotovelo”. Lembro-me bem do que alguns disseram sobre Rúben Dias após uma infelicidade num jogo com o B SAD na Luz e veja-se o que fazem hoje esses críticos mal-intencionados: falam de António Silva enquanto podem, mas calam-se sobre Rúben Dias. Enfim, o esperado.

P.S.: Vamos ganhar no Dragão!

Jornal O Benfica - 21/10/2022

Sem comentários:

Enviar um comentário

Números da semana (180)

1 A equipa feminina do Benfica de minitrampolim sagrou-se campeã nacional; 3 O canoísta Fernando Medalha conseguiu 3 medalhas no Campe...