quarta-feira, 4 de janeiro de 2023

2022

Este ano prestes a terminar ficou marcado pelos muitos títulos conquistados pelas equipas femininas do Benfica. Foram seis, considerando apenas o escalão sénior, o que não é coisa pouca, até porque nunca havia sido conseguido. Claro que, no passado, o Benfica não marcara presença em tantas modalidades no feminino, mas tal não desmerece o feito conseguido em 2022; pelo contrário acentua-o.

O Sport Lisboa e Benfica é o maior clube português e a sua aposta na vertente feminina do desporto é condicente com esse estatuto, tanto em amplitude como mérito. Andebol, basquetebol, futebol, futsal, hóquei em patins e polo aquático são as modalidades em que o Benfica é o campeão em título. Melhor ainda: é o favorito a vencer, de novo, cada campeonato dessas modalidades. Há ainda esperanças fundadas de sucesso no râguebi e, quem sabe, no voleibol. Acima de tudo, o Benfica, enquanto colecciona títulos e troféus, está a desempenhar um papel notável na promoção do desporto feminino, contribuindo assim, indelevelmente, para uma sociedade menos desigual.

O ano não foi tão auspicioso no masculino, não sendo positivo nem negativo. O Benfica, no futebol, relegado para outra posição que não a primeira, nunca tem um ano positivo. Porém, o regresso aos quartos-de-final da Liga dos Campeões foi interessante e, sobretudo, o alcançado na presente temporada (liderança destacada do Campeonato e primeiro posto na fase de grupos da Liga dos Campeões à frente do PSG) augura um excelente 2023, assim se consiga manter o nível competitivo. E houve títulos no atletismo, basquetebol e voleibol, uma melhoria relativamente ao ano transacto, além do extraordinário título europeu no andebol. E também a UEFA Youth League e a Intercontinental dos sub19 de futebol.

Acrescem a maior presença europeia no conjunto das várias modalidades, a aposta mais firme no desenvolvimento sustentado de outras (desde logo, o râguebi) e o projecto olímpico, com notáveis desempenhos, a nível mundial, de alguns atletas de atletismo, canoagem, judo e natação.

Talvez a principal marca de 2022, com vários pontos positivos, alguns deles históricos, seja a expectativa legítima de que 2023 será melhor. Eu acredito!

Um bom ano a todos, com saúde e repleto de títulos do Benfica, é o que nos desejo.

Jornal O Benfica - 30/12/2022

Sem comentários:

Enviar um comentário

Números da semana (179)

1 Nas estafetas mistas de triatlo, o Benfica sagrou-se campeão nacional; 2 No futebol de formação, o Benfica é bicampeão nacional de j...